Que horas são?

terça-feira, 22 de julho de 2014



Não, o mundo não está perdido. Perdidos, estamos nós, diante da imensidão de (des)compromissos, deslealdades e desenganos. Perdidos, estamos nós, neste mundo de ar rarefeito, tempestades repentinas, ventanias inesperadas.
E falta de amor e amizade.
E lealdade, antes de tudo.
Benditos sejam os que entendem de lealdade. 
Os raros.


quarta-feira, 16 de julho de 2014

Recebi este convite da minha amiga Ana Lúcia Teixeira, lá do Roccana. Espero que minhas respostas possam estar à altura da brincadeira afetiva, que consiste em completar as frases propostas.

O mundo seria muito mais feliz se ...
deixássemos de lado os julgamentos e refinássemos o olhar.

Uma amizade é realmente importante quando ...
o amigo nos abraça quando erramos, quando avaliza nosso nome e celebra nossa felicidade.

Paciência e tolerância são para mim ...
a base de qualquer relacionamento, um exercício diário, um luxo afetivo.

Algo que me irrita profundamente é ... quando subestimam minha capacidade de compreensão.

Acho que as pessoas mais humildes ...
são as que conhecem (e praticam) o verdadeiro sentido da humildade.

Quando o dia amanhece nublado eu ... me fecho, em concha.

Uma qualidade indispensável nas pessoas é ...
honestidade ( e tudo o que for claro e transparente).

Devo repassar a brincadeira para outras blogueiras, por isso escolhi a Karinne Santiago  do Poeticaria , e a  Helô da Cunha do Cuide bem da sua vida.


Propósitos









domingo, 13 de julho de 2014

                                  (dia de frio, em Santana do Livramento)



"Para tanto esquecer é preciso nunca ter vivido."



Mia Couto, in "a confissão da leoa", Edit. Caminho, Lisboa, 2012





quarta-feira, 9 de julho de 2014




"Te dou um vestido de mãos.
Toma um cinto de abraços.


Como a gente se completa...
O corpo-duplo tem alma.
Um mais um igual a Um."






Augusto Meyer

(1902-1970), poeta brasileiro, em Grinfa, do livro Antologia Poética (Editora Leitura)







               A visita delicada do amor.