Que horas são?

sábado, 13 de dezembro de 2014






não há longe na distância, meu amor.

e são as tuas palavras
tecidas e em manto estendidas,
nas noites longas,
que se enrolam em mim
e te fazem presente.


não há longe na distância meu amor.

a não ser que plantes silêncios
como cieiro
nos meus lábios
habituados aos teus...

não há longe na distância, meu amor.






Rosa Maria Ribeiro


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014






" De qualquer modo, há pouco a escolher nessa interminável, eternamente infinda e frustrante busca pela certeza..."


Amor Líquido, Zygmunt Bauman




terça-feira, 2 de dezembro de 2014







                  "O grande amor dá vida."


                                     Lívia Garcia Roza



sexta-feira, 28 de novembro de 2014































                                              




           
                                             




                                                   
             






       
                                                   





segunda-feira, 17 de novembro de 2014



Colorir os dias para iluminar as possibilidades, desfazer os nós, as urgências. Dar vida às horas infinitas, compassar o Tempo que  nem me vê, quando passa. Encompridar os momentos ensolarados para afastar as nuvens cinzentas.
Enfeitar(-se) com delicadeza para não perder a graça que um dia viveu. Florescer.






quarta-feira, 29 de outubro de 2014

CONCERTO OSPA 2014



“Uma sinfonia deve ser como o mundo. Precisa conter tudo.”

                          Gustav Mahler






                                                       (com a minha amiga Vera Feix)



                       











segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Carlos Eduardo Leal, meu amigo querido, lança seu novo livro,  'O CÉU DA AMARELINHA', dia quatro de novembro, na Livraria da Travessa Ipanema, no Rio de Janeiro. Com uma bibliografia que passeia pela prosa e pela poesia, 'O Céu da Amarelinha' é um romance instigante, com um tema que nem sempre é fácil enfrentar.
Recomendo a leitura e sugiro que prestigiem Carlos Eduardo, neste dia.


                                    










Carlos Eduardo Leal é  psicanalista, poeta, escritor e artista plástico. Escreve com a sensibilidade de quem (re)conhece as dores e alegrias da Vida.